Conheça melhor quem está por trás da marca de roupa feminina Prim!

22/03/2021 / Conheça a Prim! / Loja Prim

Trouxemos pessoas importantíssimas que produzem as peças Prim! que tanto amamos! 

Fizemos uma série em nosso Instagram para que as nossas seguidoras tenham contato com quem está por trás da marca de roupa feminina, Prim! 

Nós entrevistamos a Juliana Elrich, nossa fundadora, Renata Mergulhão, nossa estilista, Patrícia Siqueira, responsável pelas  estampas maravilhosas, Jorge Ananias, nosso modelista e Maria, a costureira mais amada do Brasil! 

Começando pela Juliana, ela nos contou um pouco sobre sua motivação para criar a Prim!, sua principal inspiração e o que acredita para a sua marca. Vem ver!

Como tudo começou:

Equipe Prim: Qual foi sua maior motivação para criar a Prim?

Juliana Erlich: O que me motivou a criar a PRIM! foi uma necessidade que eu tinha, e até uma grande dificuldade, de encontrar roupas que fossem mais fechadas, sem decotes, que não expusessem em excesso o meu corpo, mas ao mesmo tempo fossem jovens, alegres e que fizessem eu me sentir bem e bonita. 

Equipe Prim: Como surgiu a ideia de criar a Prim?

Juliana Erlich: A ideia surgiu quando eu precisei de uma roupa para ir a um evento importante e simplesmente não encontrei nada. Passei o dia todo procurando, experimentando e não encontrei absolutamente nada do que eu buscava. Normalmente os looks ou são muito curtos e decotados, o que me obrigaria a usar com outras roupas por baixo em sobreposição de peças ou, quando mais fechadinhos, eram meio sem graça, sem cor, sem vida. O oposto do que eu estava buscando. 

Voltei para casa super frustrada falando para o meu marido ir sozinho e foi nesse momento que ele teve a ideia: “bom, por que você não cria então a sua própria marca?” Foi quando a gente começou a conversar e isso realmente fez todo sentido para mim. 

EP: Qual sua maior inspiração?

JE: Nossa principal fonte de inspiração é a primavera. É uma estação que representa tudo que queremos passar. Pela sua alegria com a chegada das flores, pela diversidade de cores, formas, pela sua beleza e suas texturas. É uma estação estampada e isso inspira muito o nosso time a criar. Para estamparia é um prato cheio. Esse clima feliz e ao mesmo tempo tão leve é uma referência muito importante para tudo que vem da PRIM!

EP: E quais são os principais propósitos da marca?

JE: É valorizar o feminino, ser moderna, jovem e transmitir leveza e alegria. Isso tudo sem perder a elegância e a sofisticação. Queremos que a mulher seja valorizada pelo o que ela é, pelo o que ela representa e pelos seus atributos, sem precisar mostrar seu corpo em excesso. Que elas se sintam lindas, confiantes e felizes com as nossas peças. 

Um pouco mais sobre quem idealiza as peças:

Avançando mais a fundo na marca, também batemos um papo com Renata Mergulhão, nossa estilista. Confira mais detalhes abaixo! 

EP: De onde vêm as inspirações para criar as peças?

Renata Mergulhão: A nossa maior inspiração é a primavera. [Ela] tem um efeito transformador na natureza e nós também passamos por esse processo de renovação e revigoramento!

EP: Como é o processo de criação?

Renata Mergulhão: Quem vê as peças prontas no site não imagina o extenso trabalho envolvido por trás. As etapas do processo de criação de uma coleção envolvem […] um processo de muita pesquisa ao lado de muitos profissionais para entender para quem esta roupa está sendo feita, a escolha certa dos tecidos, da cartela de cor, escolha das estampas.

EP: Qual seu principal desafio ao criar as peças?

RM:  O maior desafio é trabalhar com o novo!

Em um mundo onde a exposição do corpo se tornou algo tão banal, criar uma marca que compõe o mundo feminino mas sem essa exposição é um delicioso desafio!

EP: O que você busca transmitir ao criar suas peças?

RM: Conforto e bem estar!

De onde vem as nossas estampas?

Além dessas duas peças tão importantes, conversamos com a responsável pela nossas estampas, a Patrícia Siqueira!

EP: Como é o processo de criação?

Patrícia Siqueira: O processo tem como referência a leveza da mulher, seu cotidiano e necessidades de roupas descomplicadas, práticas e bonitas.

EP: Qual seu principal desafio ao criar as peças?

PS: Dar forma a uma marca feminina, delicada e atual através de estampas e cores.

EP: O que você busca transmitir ao criar suas peças?

PS: Junto com a Ju, eu busquei desenhos que passassem um olhar mais gráfico e atual sobre formas orgânicas que têm referência no universo feminino. 

A estampa que transmite muito isso é a Garden.

O modelista da marca Prim!

O nosso próximo entrevistado é Jorge Ananias, nosso querido modelista! Vem saber mais sobre esse profissional tão importante na Prim! 

EP: Qual a sua principal função na Prim?

Jorge Ananias: Sou encarregado de fazer a leitura do modelo que o estilo designa para a criação.

EP: Quais os principais desafios?

Jorge Ananias: (Trabalhar) com perfil diferenciado (de marca) sempre é um desafio. 

EP: Qual a parte preferida do seu trabalho de modelista?

JA: É sempre motivador ver o protótipo agradando e sendo apreciado por todos! 

EP: Já tinha trabalhado antes com moda recatada?

JA: Em toda marca existe uma célula mais sóbria, mas uma coleção inteira nunca.

EP: Há quantos anos trabalha como modelista?

JA: Trabalho há mais de 30 anos. 

EP: Principais influências na área.

JA: As minhas principais influências foram as marcas que fizeram história, como Versace, Chanel e outras que são ícones até hoje! 

EP: O que tenta transmitir nos modelos?

JA: As mulheres têm suas peculiaridades e uma delas é se sentir feliz e bonita. Transmitir alegria e satisfação sempre faz parte do meu propósito. 

Por fim, quem dá vida às peças

E, para fechar com chave de ouro, temos a Maria Araújo, nossa ilustre costureira-chefe. Vem conhecer ela melhor! 

EP: Como é o processo de costura?

Maria Araújo: As peças chegam em minhas mãos, com o tecido cortado em partes como um quebra cabeça, minha tarefa é de costurar (juntar) cada pedacinho até montar a peça por completo

EP: Qual seu principal desafio?

Maria Araújo: É a peça ficar com um excelente acabamento 

EP: Qual a parte que você mais gosta?

MA: É a parte da pilotagem, é fazer a primeira peça, a peça piloto

EP: Como você começou a costurar?

MA: Na época que eu era mocinha era quase que obrigatório entrar para um curso de corte e costura

EP: Como você se identifica com a Prim?

MA: Com a importância que a marca dá para a qualidade

EP: Qual a parte preferida do seu trabalho de costureira?

MA: Ah sem dúvida é ver a peça pronta e saber que quem adquiriu ficou feliz

EP: Já tinha trabalhado antes com moda recatada? 

MA: Não

EP: Há quantos anos trabalha como costureira?

MA: Há mais de 40 anos

Com essas entrevistas, podemos ver que a Prim! é formada por pessoas extremamente especiais e que se dedicam todos os dias para que as nossas peças cheguem perfeitas para vocês. Pensamos em cada detalhe, estampa, tecido e textura. Esperamos que todos vocês tenham ótimos momentos com a Prim! 

Contem conosco!

Leia também

Desenvolvido com 💚 pela outlab.